imagem panoramica

Mudança de carreira



Muitos trabalhadores não estão satisfeitos com sua situação profissional, mesmo com funções a desempenhar e salário garantido no fim do mês. As razões para a frustração são muitas. A principal delas é gerada pela empresa, que, em muitos casos, não se empenha em identificar o potencial dos empregados ou em pagar bons salários. Problemas de gestão também são recorrentes, assim como a falta de uma política de avaliação dos problemas da organização.

Além das empresas, os trabalhadores nem sempre conseguem detectar as próprias habilidades. Há quem siga a profissão da moda ou aproveite uma grande oportunidade de emprego, com remuneração acima do esperado, em uma área que jamais despertou interesse. Outros seguem a carreira dos sonhos do pai ou da mãe. Na maioria dos casos, os resultados são a infelicidade e a não-realização dos projetos profissionais.

Uma nova opção pode ser feita a qualquer momento. Mas o primeiro passo é perceber se, realmente, é hora de mudar de profissão.

 

Quando é preciso repensar a escolha

Antes que a crise profissional se agrave, é possível perceber sinais de que algo não vai bem. Existem três razões básicas para deixar profissionais fora de sintonia com os trabalhos. Quem recebe baixos salários, diante de uma demanda cada vez maior, pode se sentir explorado. Em outras vezes, o clima da organização não permite que os funcionários desenvolvam as habilidades que mais os interessam. E ainda há quem tenha se desenvolvido tanto dentro da hierarquia de uma empresa que sente que não há mais espaço para evoluir.

A insatisfação provoca desgaste emocional e mudanças no comportamento. Quem vai trabalhar mau-humorado, irritado e não consegue mais enxergar compensação em desempenhar determinada função deve reavaliar a situação profissional. Esperar com angústia pelas férias e brindar a cada feriado também não são bons sinais de envolvimento com o emprego.

 

Quem pode ajudar a alavancar a carreira

Muitas empresas se preocupam, cada vez mais, com o ambiente institucional que oferecem aos funcionários. Com isso, contratam empresas de recursos humanos para comandar essas mudanças. Já é comum a encomenda de pesquisas sobre o clima nas organizações. Para os insatisfeitos, as soluções vão desde a mudança de área até a um curso de recolocação profissional.

Essa reorganização ajuda profissionais a encontrarem uma nova orientação para suas carreiras. O projeto mais usado nesses casos é o Coaching (treinamento, em inglês). Ele avalia os pontos fracos e fortes, os talentos desconhecidos e a essência da carreira do funcionário, dentro ou fora da estrutura da empresa. O processo consiste em entrevistas, análises do mercado, questionário e avaliações de comportamento, e costuma durar entre seis e oito meses. Várias empresas de recursos humanos da cidade oferecem o coaching e outros tipos de orientação profissional.

 

Orientação profissional na UnB

Alunos da Universidade de Brasília (UnB) que estiverem com problemas acadêmicos podem procurar o Serviço de Orientação ao Universitário (SOU), ligado à Diretoria de Acompanhamento e Integração Acadêmica (DAIA). Lá, psicólogos e técnicos educacionais atendem gratuitamente em casos de dificuldades na rotina universitária.

Quando há dúvidas sobre o curso escolhido, eles adotam a orientação profissional. Em vez dos testes vocacionais - com análises clínicas - entra em cena uma ajuda informativa, que envolve pesquisas detalhadas dos interesses do aluno, das razões que o levaram a escolher um determinado curso e do que despertou incertezas com relação à escolha.

Durante o processo, o aluno é convidado a aprofundar informações sobre a graduação escolhida, e a cursar disciplinas que tenham a ver com outra área de interesse. Ao fim do processo de acompanhamento, o estudante pode receber orientações sobre transferência de curso, ser orientado a fazer um novo vestibular, ou buscar mais informações sobre a graduação atual.

Serviço de Orientação ao Universitário (SOU)
Telefone: (61) 3307 2669
Endereço: Prédio da Reitoria, Subsolo
Horário de Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 15h às 18h.

 

Empresas de recolocação profissional em Brasília

Catho Brasília
Endereço: SAS Quadra 01, Ed. Libertas, bloco “M”, salas 508/509
Telefone: (61) 3322 5352
Site: www.cathobrasilia.com.br

Partner – Treinamento e Consultoria em RH
Endereço: SCS Quadra 02, Ed. Ariston, sala 604
Telefone: (61) 3033 4269
Site: www.partnerbrasilia.com.br

Spot Soluções em RH
Endereço: SHCGN 702/703, Bloco "C", Entrada 49
Telefone: (61) 3424 3101
Site: www.spot.com.br