Mais notícias

Secom UnB

CIÊNCIA - 12/01/2011

Versão para impressão Enviar por e-mail

Ministério da Ciência e Tecnologia elogia pesquisas sobre mandioca

Professor Nagib Nassar recebeu carta do ex-ministro Sérgio Rezende, parabenizando-o pelas suas pesquisas de melhoramento genético
Leonardo Echeverria - Da Secretaria de Comunicação da UnB



 Tamanho do Texto

As pesquisas do professor emérito Nagib Nassar, sobre variedades mais resistentes e nutritivas da mandioca, foram elogiadas pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. Poucos dias antes de deixar o cargo, em dezembro, o então ministro Sérgio Rezende enviou uma carta pessoal ao professor.

"Na dupla qualidade de cientista e cidadão brasileiro, congratulo-me igualmente com Vossa Senhoria por ter feito do Brasil também o seu pais e aqui ter conduzido, por quase quatro décadas, o trabalho árduo e paciente, cujo feliz resultado todos podemos comemorar", diz o texto.

O ex-ministro afirma também que as pesquisas do professor Nagib são uma alternativa alimentar importante não só para o Brasil como para outros países. E elogia a "motivação humanitária que foi sua perene inspiração".

"Fiquei muito contente com o apreço de um grande cientista, reconhecido internacionalmente, além de ministro", diz Nagib. O ex-ministro conheceu o trabalho do professor por meio do ex-presidente do CNPq, Carlos Aragão. Na festa de aniversário da instituição, no ano passado, a pesquisa de Nagib foi destacada como uma das mais bem realizadas no país.

O trabalho continua. Em parceria com o Decanato de Extensão, o professor distribui variedades da mandioca da UnB a 25 pequenos agricultores do Distrito Federal. "A cada ano, colocamos novos híbridos nas mãos dos produtores. O mais novo tem resistência maior à seca, e é rico em proteínas e caroteno ao mesmo tempo", diz Nagib.

Nagib aposentou-se compulsoriamente quando completou 70 anos, em 2008. Mas ainda trabalha no mesmo ritmo de antes, no Laboratório de Melhoramento Genérico da Mandioca. "Agora, aos 72 anos, eu me sinto no auge da cristalização de meus conhecimento", afirma. "É como se estivesse começando agora".

Leia aqui a carta do ex-ministro Sérgio Rezende.

Todos os textos e fotos podem ser utilizados e reproduzidos desde que a fonte seja citada. Textos: Secom UnB. Fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.

Pesquisar Noticias [ ]

Fale conosco pelo
e-mail secom@unb.br